Anônimo 24/06/2010 04:06 Bebês e Pré-Escolares
Avatar

o leite ninho é bom para bebê de 6 meses?

O bebê come sopinha, toma sucos,mama no peito,isso seria uma complementação.

Tags: , , ,

8 Respostas

Jessikynha 24/06/2010 4:09 0 0

é bom. mas continue com os outros alimentos tbem,,, e tbem com o
leite materno… acriança… agradece…

Falta do que Fazer 24/06/2010 4:10 0 0

Em 6 meses o leite está para lá de estragado!

Dr,'' ZECA MENGÃO 24/06/2010 4:11 0 0

Canal: Leite Longa Vid

Recomendação de leite para crianças e adolescentes
Uma alimentação equilibrada e saudável exige três porções diárias de leite e derivados, segundo o Ministério da Saúde. Para cada idade ….

Uma alimentação equilibrada e saudável exige três porções diárias de leite e derivados, segundo a CGPAN (Coordenação Geral da Política de Alimentação e Nutrição) do Ministério da Saúde. Para cada idade há um leite mais adequado para atender as demandas nutricionais.

Leite materno: o primeiro alimento
O leite humano é resultado da síntese de várias substâncias e cada mãe produz um leite adequado e diferente para sua cria, tal qual uma impressão digital. Esse processo de diferenciação inicia-se na fecundação e prossegue até bem perto do nascimento dos bebês, quando as células das glândulas mamárias, sob ação de hormônios, produzem o leite materno a partir de proteínas, vitaminas, minerais, açúcares, gorduras e água. Não são só nutrientes. O leite carrega uma forte carga emocional, pois é por meio dele que o ser humano experimenta um dos seus primeiros contatos com o mundo. A relação mãe-filho, promovida pela amamentação, nunca mais será esquecida.

Para os bebês nada se compara ao leite materno — um alimento perfeito. Somada ao equilílibrio de nutrientes, que garantem o perfeito crescimento e desenvolvimento da criança, o leite materno protege contra as doenças infecciosas. Por isso, até os seis meses de idade o leite materno deve ser o único alimento a ser oferecido ao bebê. Depois disso, outros alimentos devem ser adicionados pouco a pouco na dieta infantil.

Fase pré-escolar
A partir do primeiro ano, a criança já pode receber outros tipos de leite, como o longa vida, o pasteurizado e o leite em pó. A família deve escolher o que mais lhe convém, sem esquecer a segurança, pois o leite, quando não é bem conservado ou reconstituído em água de má procedência, torna-se uma perigosa fonte de microorganismos, que podem causar sérias doenças. O melhor mesmo é continuar amamentando a criança com leite materno até dois a três anos de idade.
Para os pré-escolares, recomenda-se a ingestão diária de 3 a 4 copos de leite. Os mais indicados para eles são o leite integral, o leite enriquecido com ferro e o leite com adição de vitaminas. Os motivos estão relacionados a seguir.

1. O leite é a melhor fonte natural de cálcio, elemento essencial para a formação dos ossos e dos dentes. A ingestão diária de 3 a 4 copos de leite garante o fornecimento de 80% a 100% das necessidades desse mineral.

2. O leite é rico em proteínas, contendo todos os aminoácidos, mesmo aqueles que o organismo humano necessita, mas não consegue produzir.

3. O leite integral tem maior valor energético e é adequado para as crianças, uma vez que elas necessitam de uma boa ingestão de calorias para sustentar o rápido crescimento.

4. A gordura encontrada no leite integral é boa fonte de vitaminas A e D. A primeira tem importante papel no crescimento e desenvolvimento da criança e melhora a resistência a doenças infecciosas — responsáveis por boa parte da mortalidade infantil. Já a segunda regula a absorção de cálcio.

5. A ingestão de pelo menos 2 copos de leite integral enriquecido com ferro chega atender 60% das necessidades desse mineral, importante para o crescimento da criança. Três em cada cinco crianças com menos de 4 anos apresentam carência de ferro, situação que as deixa apáticas, com menor capacidade de aprendizado. O leite com ferro é uma solução barata e eficaz para esse problema.

6. Leite integral com adição de vitaminas é recomendado para crianças com menos de 6 anos, pois esses nutrientes ajudam a regular o funcionamento do organismo, garantindo um melhor crescimento e desenvolvimento.

É comum que crianças nessa fase da vida apresentem algum grau de inapetência. É normal que se interessem pelo mundo que as cerca e não pela comida. Contudo, não costumam rejeitar o leite, razão pela qual pode ser usado para garantir uma boa nutrição.

Fase escolar
A fase escolar inicia-se no fim do sexto ano e termina quando a criança entra na puberdade. Nesse período ela tem um ritmo de crescimento menos acelerado, quando comparado com os primeiros anos, mas continua precisando de uma alimentação equilibrada e variada.

Nessa fase a criança aceita maior diversificação na dieta. As três porções de leite ou derivado necessárias para suprir suas necessidades de cálcio podem ser fornecidas pelo leite integral e variar com iogurte, leite achocolatado, leite com cereais e leite batido com frutas. Dessa maneira, evitam-se a monotonia e uma possível rejeição ao leite.

Um fato importante que acontece com os escolares é a influência dos colegas na formação dos hábitos alimentares, principalmente durante o recreio. O recomendado é preparar um lanche gostoso e saudável. Uma boa opção são os leites aromatizados e os achocolatados em caixinha longa vida, que, além de nutritivos, não necessitam de refrigeração. Evite colocar na lancheira da criança produtos perecíveis, pois até a hora do lanche os alimentos podem estragar e causar mal-estar.

O leite semidesnatado e o leite desnatado só são indicados para os escolares se a família tem história de obesidade e doenças cardiovasculares. Caso contrário, recomenda-se o leite integral, por fornecer mais energia e vitaminas A e D.

Adolescência
É nessa fase que o jovem apresenta o estirão — período de crescimento muito rápido, no qual ele cresce mais ou menos 10 centímetros em um ano. É quando, os adolescentes precisam de uma boa alimentação, pois crescer implica maior gasto de energia.

O melhor leite para essa fase é o semidesnatado, que tem um pouco menos de gordura. Se o adolescente tem necessidade de controlar o peso ou se existe história familiar dessas doenças, deve-se optar pelo leite desnatado. Nesse caso, é bom garantir o fornecimento de vitamina A a partir de outras fontes, como cenoura, abóbora, maracujá, damasco e folhas verdes-escuras.

É comum o adolescente rejeitar as três porções diárias de leite. Nesse caso, procure variar adicionando cereais e frutas. Outra opção são os iogurtes e queijos. Uma boa sugestão é colocar leite no preparo de pratos servidos no almoço e jantar

Tassiachando 24/06/2010 9:02 0 0

O Leite Ninho é indicado para crianças abaixo de 1 ano de idade.
Apesar de eles recomendarem de manter o leite materno até os dois anos e só depois dar outro tipo de leite.
O leite ninho não é muito digestivo e costuma ou prender ou soltar demais o intestino.
Aconselho que você use leite em pó destinado a idade dela, como por exemplo os Nan, nestrogeno e Bebelac, etc…
Se você fizer as contas vai ver que eles não são tão caros assim, e possuem mais nutrientes que os demais leites para a idade do seu bebê.

Espero ter ajudado.

Mamãe de 1 bebê 25/06/2010 20:47 0 0

Olha só, se ele mama no peito, não é necessário dar mais nenhum leite.
Mas, caso vc queira deixar o seio ou apenas complementar, o mais indicado são os leites p/ essa idade e não o Ninho regular…
Tem o Nan, o Aptamil, Nestogeno etc… todos eles vem com indicação da idade, ele deve tomar o q se enquadra nos 6 meses, ok? Geralmente, é o número 1.

mmyth2006 26/06/2010 12:37 0 0

Não. Mesmo que seu bebê esteja recebendo outros alimentos, o melhor é usar os leites infantis, do tipo NAN, Nestogeno ou Aptamil. Essas fórmulas infantis são específicas para bebês.
O leite comum não fornece o que seu filho necessita.
Boa sorte.

Mile 26/06/2010 19:40 0 0

E bom sim mas o nan 2 e melhor!Meu bebe tem 8 meses e come d tudo pra idade dele ele tb janta o leite eu dou o nan 2pro.Espero ter ajudado! Parabens pelo bebe!!

luca 28/06/2010 3:59 0 0

A complementação já está nos outros alimentos, a sopinha e sucos de frutas. Pergunte ao pediatra se é necessário inserir outro leite como complemento. Provavelmente ele não irá concordar, o leite materno é o leite mais completo para nossos filhotes.

Responder